Arquivo da categoria Noticias

Festa do Mosaico com materiais CINCA

Ao longo dos dias da Festa do Mosaico, os visitantes do Museu Monográfico de Conímbriga – Museu Nacional puderam dar largas à sua criatividade e compor os seus mosaicos, graças à qualidade estética que os materiais da CINCA proporcionam a todos os amantes das Artes e do Património Cultural.

Saiba mais em www.cinca.pt.

Inscreva-se para a formação Arte do Mosaico, da Academia INATEL, a cargo do coordenador do MosaicoLab

Já a partir de setembro, a Academia INATEL irá promover o curso Arte do Mosaico, que terá como formador Humberto Figueiredo, Doutor em Belas-Artes pela Universidade Complutense de Madrid e coordenador do MosaicoLab e dos projetos “Mosaico – Conímbriga e Sicó” e “Rota do Mosaico – Conímbriga e Sicó”.

A Arte do Mosaico – com um total de 50 horas – percorre os séculos desde a Antiguidade até aos nossos dias, revelando-se um universo criativo fascinante e de variadíssimas aplicações. Este curso de mosaico oferece o contacto com os materiais e as técnicas específicas, a possibilidade de criar e executar mosaicos originais, assim como descobrir a história de uma forma de arte surpreendente.

Tem como objetivo geral levar à descoberta dos diversos períodos históricos da criação de mosaico e ao conhecimento e domínio de alguns dos processos criativos envolvidos e como objetivos específicos familiarizar os participantes com conceitos, temas e processos técnicos implicados na criação original dos seus próprios mosaicos, assim como promover o desenvolvimento das capacidades criativas individuais.

Os participantes devem ter pelo menos 18 anos e o preço da inscrição é de 264 euros para associados da INATEL e 354 euros para não associados.

Pode saber mais em www.inatel.pt/Fundacao/o-que-fazer/Academia/Oferta-Formativa/Coimbra/Coimbra/Arte-do-Mosaico.aspx.

Informações adicionais e inscrições na INATEL Coimbra (Rua Pedro Monteiro, 73), através do telefone 239 853 381 ou do e-mail inatel.coimbra@inatel.pt.

Festa do Mosaico, em agosto, no Museu Monográfico de Conímbriga

A primeira Festa do Mosaico está quase a arrancar: vai ter lugar no Museu Monográfico de Conímbriga – Museu Nacional, nos dias de semana entre 1 e 9 de agosto (sempre das 15h00 às 17h30) e é uma iniciativa do MosaicoLab. Destina-se ao público em visita às ruínas da cidade romana, com bilhete adquirido para o próprio dia, a partir dos 10 anos e de qualquer nacionalidade.

As atividades a realizar permitirão aos participantes fazer o seu próprio mosaico, que poderão levar para casa, sendo fornecida toda a informação e acompanhamento necessários para a criação do mesmo, bem como materiais e meios.

As sessões terão a orientação de Humberto Figueiredo, Doutor em Belas-Artes pela Universidade Complutense de Madrid e coordenador do projeto “Rota do Mosaico – Conímbriga e Sicó”, dinamizado pelo MosaicoLab. Este projeto pretende permitir um envolvimento mais profundo dos públicos com o património de mosaico romano presente no eixo constituído pelo Museu Monográfico e Ruínas Romanas de Conímbriga, a Villa Romana do Rabaçal e o Complexo Monumental de Santiago da Guarda, proporcionando diversas experiências criativas dedicadas ao Mosaico, abertas a vários perfis de públicos e acessíveis em diferentes línguas.

Mais informações sobre a Festa do Mosaico 2019 podem ser obtidas nas bilheteiras do Museu Monográfico de Conímbriga ou online, no site ou na página de Facebook do MosaicLab, respetivamente em mosaicolab.pt ou facebook.com/mosaicolabportugal.

MosaicoLab volta a promover workshops de mosaico no Museu Monográfico de Conímbriga

Entre março e junho, o MosaicoLab vai retomar o programa de workshops de mosaico no Museu Monográfico de Conímbriga. Será uma oportunidade a não perder para todos os interessados no mosaico e em conhecer o seu valor estético e cultural – tanto no período romano como em outros períodos históricos – ou até em experimentar as suas técnicas, criando o seu próprio mosaico para levar.

O programa contempla diferentes conteúdos temáticos teóricos e práticos, agregando conhecimentos de diversas áreas disciplinares – de História da Arte, de Estética, de Belas-Artes e de Arquitectura, entre outras.

As sessões decorrerão de acordo com um formato ocasional, destinado exclusivamente aos visitantes do Museu Monográfico de Conímbriga e das Ruínas Romanas, sendo obrigatório estar em posse do bilhete conjunto de visita para se poder frequentar os workshops. Uma vez que a observação dos mosaicos romanos de Conímbriga constitui o melhor estímulo para a vertente criativa proposta pelo MosaicoLab, a visita às Ruínas é possível antes do início do workshop.

Este formato possibilita a frequência de uma sessão de 2,5 horas, às segundas ou às sextas, sempre entre as 11h00 e as 13h30. Os interessados deverão efetuar antecipadamente a sua pré-inscrição no site do MosaicoLab, em https://mosaicolab.pt/pt/workshops, com pelo menos uma semana de antecedência (período mínimo para a sua aceitação, dada a existência de limite de inscrições para cada sessão prevista). O pagamento, no valor de 15 euros, deverá ser feito previamente, através dos dados entretanto comunicados por e-mail aos pré-inscritos.

A frequência está aberta a todas as idades a partir dos dez anos, sendo exigido o acompanhamento de um adulto sempre que a idade o justificar. Mais informações podem ser obtidas no Facebook (facebook.com/mosaicolabportugal) ou através do e-mail contact@mosaicolab.pt.

As sessões terão a orientação de Humberto Figueiredo, Doutor em Belas-Artes pela Universidade Complutense de Madrid e coordenador do projeto “Mosaico – Conímbriga e Sicó”, um projeto-piloto do Creatour dinamizado pelo MosaicoLab, que procura implementar soluções de desenvolvimento responsável para a região de Conímbriga, Rabaçal e Santiago da Guarda, tendo como base o património de mosaico romano ali existente.

Workshops criativos de mosaico para visitantes de Conímbriga

À segunda e à quarta-feira, de 3 a 19 de dezembro, o MosaicoLab dinamiza uma série de workshops criativos de mosaico destinados apenas aos visitantes das Ruínas e do Museu Monográfico de Conímbriga, os quais, tendo adquirido o bilhete completo, terão acesso à participação no workshop. Os participantes terão à sua disposição os meios e os materiais adequados à criação do seu próprio mosaico, o qual levarão consigo no final.

Os workshops decorrem  das 14H30 às 17H00, na Sala MosaicoLab – situada junto do Peristilo do Museu Monográfico. No local, é favor solicitar informação junto das bilheteiras do Museu e das Ruínas.

Esta iniciativa está inserida no programa do Ano Europeu do Património Cultural.

Workshops de mosaico em agosto com novo horário

Os workshops de mosaico do MosaicoLab no Museu Monográfico de Conimbriga – Museu Nacional vão manter-se até ao final do mês agosto, mas agora em novo horário.

Os programas curto (correspondente a um workshop com cerca de duas horas e meia) e familiar (que permite descobrir em conjunto os processos de criação de um mosaico, bem como desenvolver uma composição original em grupo) terão agora lugar durante as tardes de segunda a sexta-feira.

Já o programa compacto (para quem pretende obter conhecimentos mais aprofundados) continuará a decorrer durante todo o dia – também de segunda a sexta – mas apenas mediante marcação prévia através do e-mail contact@mosaicolab.pt.

Todos os workshops são dirigidos a um público a partir dos 7 anos (até aos 13, é obrigatória a presença de um familiar). Mais informações podem ser obtidas no local, por mensagem para a página de Facebook do MosaicoLab ou através de e-mail.

Workshops de mosaico no Museu Monográfico de Conímbriga com programa especial para agosto

Os interessados no mosaico e em conhecer o seu valor estético e cultural, ou até em experimentar as suas técnicas, terão durante o mês de agosto uma oportunidade a não perder. O MosaicoLab está já a levar a cabo uma série de workshops, no Museu Monográfico de Conímbriga, que permitirão ter contacto com esta arte e criar o seu próprio mosaico para levar.

Esta iniciativa decorre em três formatos com hipóteses distintas, todos possibilitando conhecer casos de estudos, materiais e formas de fazer. Assim, os visitantes ocasionais do Museu terão à sua disposição o programa curto, correspondente a um workshop com cerca de duas horas e meia, enquanto que aqueles que pretendam adquirir conhecimentos mais aprofundados poderão optar pelo programa compacto, com um total de cinco horas, divididas por duas sessões no mesmo dia.

Finalmente, existe também um programa destinado a grupos familiares, interessados em descobrir em conjunto os processos de criação de um mosaico e em desenvolverem uma composição original em grupo, utilizando meios materiais e digitais, através de um formato de workshop curto.

Todos os workshops se realizam de segunda-feira a sexta-feira, de manhã (entre as 10H30 e as 13H00) e à tarde (das 16H00 às 18h30), sendo dirigidos a um público a partir dos 7 anos (até aos 13, é obrigatória a presença de um familiar). Mais informações podem ser obtidas no local, no Facebook ou através do e-mail contact@mosaicolab.pt.

As sessões terão a orientação de Humberto Figueiredo, Doutor em Belas-Artes pela Universidade Complutense de Madrid e coordenador do projeto “Mosaico – Conímbriga e Sicó”, um projeto-piloto do Creatour dinamizado pelo MosaicoLab, que procura implementar soluções de desenvolvimento responsável para a região de Conímbriga, Rabaçal e Santiago da Guarda, tendo como base o património de mosaico romano ali existente.

Esta iniciativa está inserida no programa do Ano Europeu do Património Cultural, de que fazem parte igualmente os workshops regulares, que tiveram início no passado mês de fevereiro, e o programa especial que decorreu no período da Páscoa.

Estudantes espanhóis de mosaico criam novo património em Ansião

Desde o final da passada semana que o património de Ansião está mais rico: a instalação de um conjunto de painéis de mosaico numa rotunda daquela vila, levada a cabo por um grupo de estudantes espanhóis no âmbito de uma colaboração entre o projeto MosaicoLab, a autarquia local e a Escola Superior de Arte e Design de Mérida, corresponde a um primeiro momento de um programa de intervenções criativas em espaços públicos do concelho.

O objetivo, além da valorização estética do espaço urbano, é criar novos motivos de atração turística para a região, a partir do património de mosaico romano já existente, tornando-a numa referência na área a nível europeu.

O trabalho realizado até ao momento corresponde ele próprio apenas a uma primeira fase, com a fixação dos mosaicos nos cubos-canteiros da rotunda intervencionada, seguindo-se uma segunda etapa – ainda sem data definida – que abarcará o espaço interior total da mesma. Os parceiros estão também já a trabalhar na identificação de outros espaços no concelho para dar continuidade a esta colaboração.

A intenção será sempre proceder a uma abordagem contemporânea à arte do mosaico, recusando a mera produção de réplicas ou cópias do que já existe, mas antes criando novo património que dialoga com o antigo. Foi já nesse sentido que os mosaicos agora aplicados foram criados pelos alunos espanhóis após uma visita a Ansião e ao Complexo Monumental de Santiago da Guarda (em fevereiro deste ano), que viria a inspirar o seu trabalho.

Em Portugal estiveram agora cinco estudantes e um professor, embora o grupo envolvido na conceção do projeto e na elaboração dos mosaicos tenha sido na ordem das duas dezenas de pessoas.

Para o próximo ano, está prevista a multiplicação destas ações de intervenção em espaço público, ao mesmo tempo que está a ser trabalhada a criação de um Centro do Mosaico, que funcionará como uma oficina para trabalhar o mosaico romano numa perspetiva contemporânea, com valências pedagógicas, formativas e criativas.

Para o MosaicoLab, a colaboração com a Escola Superior de Arte e Design de Mérida enquadra-se no âmbito ibérico do seu projeto para o território, assente na valorização do mosaico como património cultural e como criatividade. Trata-se de uma parceria com vantagens dos dois lados da fronteira, perspetivando um novo setor de atividade económica e de emprego para a região de Sicó e permitindo aos alunos espanhóis de mosaico também novas hipóteses de saídas profissionais.

O MosaicoLab pretende promover o desenvolvimento económico e social responsável do eixo geográfico constituído por Conímbriga, Rabaçal e Santiago da Guarda, tendo por base o valioso património de mosaico romano presente na região. Conta ainda com a colaboração do Município de Ansião e do Museu Monográfico de Conimbriga.

Projeto “Mosaico – Conímbriga e Sicó” é apresentado em conferência internacional

O projeto “Mosaico – Conímbriga e Sicó”, que procura implementar soluções de desenvolvimento responsável para o eixo geográfico onde se situam as ruínas da cidade romana de Conímbriga, as ruínas da Villa Romana do Rabaçal e o Complexo Monumental de Santiago da Guarda, vai estar em destaque durante a II Conferência Internacional CREATOUR, que terá lugar em Braga de 7 a 9 de junho.

A apresentação do projeto, dinamizado pelo MosaicoLab e que tem como base o património de mosaico romano presente na região, terá lugar logo no primeiro dia do encontro, e estará a cargo de Humberto Figueiredo, Doutor em Belas-Artes pela Universidade Complutense de Madrid e coordenador da iniciativa.

Será uma oportunidade para divulgar em particular o programa de workshops, que decorre desde o início do ano no Museu Monográfico de Conímbriga, e que permite experimentar a arte do mosaico e compreender de forma aprofundada o seu valor estético e cultural, tanto no período romano como em outros períodos históricos. Os interessados podem saber mais e inscrever-se nesta página, estando disponíveis dois formatos: Ocasional (que possibilita a frequência de uma sessão de três horas) e Curso (com quatro sessões de três horas ao longo de um mês).

Durante a II Conferência Internacional CREATOUR, o trabalho realizado no âmbito do projeto “Mosaico – Conímbriga e Sicó” será ainda abordado em duas sessões paralelas: uma, dedicada ao papel das tecnologias da informação e comunicação no planeamento e implementação do turismo criativo e a outra, à importância desta atividade para a sustentabilidade dos territórios.

A primeira apresentação decorrerá também no dia 7 de junho, ficando a cargo de Jorge Cardoso, docente do Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, e tendo como tema “As ferramentas digitais na exploração do mosaico romano”. A segunda, terá lugar no dia seguinte, com Humberto Figueiredo a abordar o tema “O turismo criativo para a inovação territorial”.

O projeto “Mosaico – Conímbriga e Sicó” é um piloto do CREATOUR – uma iniciativa que envolve cinco centros universitários que trabalham com organizações culturais e criativas – e centra-se no turismo criativo em torno do mosaico romano. Tem vindo a dinamizar iniciativas de vários tipos, como workshops de mosaico para públicos diversos, visitas guiadas, recuperação de património existente ou criação de novo património, em colaboração com diversas entidades locais, mas também com a Escola Superior de Arte e Design de Mérida, em Espanha.

A II Conferência Internacional CREATOUR decorrerá no Campus de Gualtar (Braga) da Universidade do Minho. Vai reunir investigadores e redes de turismo criativo que vão discutir as tendências emergentes e de futuro nesta área.

Estudantes espanhóis vão decorar espaços públicos da Região Centro com mosaicos

Um grupo de vinte alunos da Escola Superior de Arte e Design de Mérida, em Espanha, vai ser responsável por intervenções criativas em espaços públicos da Região Centro, baseadas na arte do mosaico. Neste contexto, estiveram recentemente em Portugal para visitar Ansião, o Complexo Monumental de Santiago da Guarda e o Museu Monográfico de Conímbriga, dando assim início a esta colaboração.

O objetivo é que, a partir do património de mosaico romano já existente na zona, e que é a sua grande riqueza patrimonial, seja criado património novo e se torne a região mais atrativa do ponto de vista do turismo, tornando-a numa referência na área do mosaico. Os estudantes, que viajaram para Portugal acompanhados pelo professor e reconhecido mosaísta Santiago Sánchez Junco, já regressaram a Espanha para projetar as intervenções a realizar, após o que voltarão ao nosso país para a sua concretização.

Ao fazer do mosaico um elemento de ligação entre dois países vizinhos, esta parceria transfronteiriça afigura-se vantajosa para todos os envolvidos, por perspetivar uma possibilidade de desenvolvimento económico para a região de Sicó e, do lado espanhol, por permitir aos alunos novas hipóteses de saídas profissionais. Previstas estão ainda iniciativas de formação entre os dois países.

A iniciativa é da responsabilidade do MosaicoLab, com a colaboração do Município de Ansião e do Museu Monográfico de Conimbriga.